Barra Talocalcânea
julho 22, 2020
Osteoma Osteóide
dezembro 7, 2020

Navicular Acessório

O navicular acessório é um osso extra localizado na parte interna do pé, logo acima do arco plantar medial, sendo incorporado ao tendão tibial posterior. Muitas pessoas não sabem que apresentam essa condição, pois na maioria dos casos ela não cursa com sintomas. No entanto, algumas pessoas desenvolvem a síndrome dolorosa, caracterizada por edema e dor no local, quando o osso ou o tendão que está nele inserido sofrem algum tipo de dano, como resultado de traumas, irritação devido a calçados mal ajustados ou uso excessivo. Em vários casos, as pessoas com síndrome do navicular acessório podem também apresentar pés planos. Quando isso ocorre, mais pressão é colocada no tendão tibial posterior, causando inflamação, irritação e instabilidade no navicular acessório.

Os sintomas dessa condição geralmente aparecem pela primeira vez na adolescência, quando está ocorrendo o processo de ossificação, que transformará a o núcleo cartilaginoso do navicular acessório em osso. Os sintomas mais comuns são a presença de uma proeminência óssea visível na parte interna do pé, vermelhidão, dor e edema nessa região. A dor pode ocorrer na palpação local, ou quando este está em atrito com algum calçado, bem como durante ou após um período de atividade, indicando instabilidade local.

O diagnóstico é normalmente realizado através da avaliação clínica, que inclui formato do pé, palpação, avaliação da marcha e mobilidade do paciente. Exames de Rx podem auxiliar no diagnóstico, tanto através da demonstração da presença do osso acessório, quando já ossificado, como na figura 1, e através da análise das relações entre os ossos do pé na radiografia com carga. A ressonância magnética fornece uma visão mais detalhada dos tendões e da cartilagem, assim como a presença de edema entre o navicular e o osso acessório, podem demonstrar o local da instabilidade e provável origem dolorosa.

 

Em geral, o tratamento não cirúrgico pode resolver os sintomas desta síndrome. Imobilização com bota removível para descansar a área afetada e aliviar a inflamação, ajustes dos calçados, gelo e anti-inflamatórios não esteroides orais, para redução da dor e inflamação. Mudança das atividades de impacto e identificação do fator causal fazem parte desta etapa do tratamento. A fisioterapia com exercícios para fortalecer os músculos circundantes pode diminuir a pressão no local.

Quando os sintomas da síndrome do navicular acessório não somem ou reaparecem após um tratamento prévio, as abordagens cirúrgicas podem ser recomendadas. O procedimento geralmente envolve a remoção do osso acessório, remodelando a área e reparando o tendão tibial posterior para melhorar sua função. Muitas vezes a correção das deformidades em torno do pé precisam ser corrigidas para aliviar a pressão local. O navicular acessório não é necessário para que o pé mantenha sua função normal. Em caso de dúvidas ou sintomas correlacionados, procure um médico de confiança.

WhatsApp