Dor no pé do corredor (Sesamoidite)
outubro 22, 2019
Fratura do Tornozelo
abril 25, 2020

O Pé Reumatóide

A artrite reumatoide (AR) é uma doença autoimune de origem multifatorial e sistêmica, tendo como principal característica a artrite inflamatória de pequenas articulações das mãos e dos pés. Aproximadamente 16% dos pacientes com AR apresentam dor nos pés e tornozelos como primeira manifestação da doença, e 40% a 80% irão apresentar alguma alteração anatômica no antepé, tais como dedos em garra, hálux valgo, luxação ou subluxação dos dedos menores, causando dor denominada metatarsalgia.

Estas deformidades nos pés impossibilitam muitas vezes o uso de calçados e geram dores de forte intensidade na região plantar, principalmente quando associado a carga, fatores estes responsáveis pela redução da capacidade do indivíduo andar e realizar atividades ocupacionais ou recreativas. Além disso, portadores de AR apresentam degenerações em diversas articulações, lesões de órgãos internos e fazem uso de muitos medicamentos com fortes efeitos colaterais, fatos estes que corroboram para a piora da qualidade de vida.

O tratamento conservador é baseado na utilização de bandagens e acolchoados na região plantar dos pés, órteses e calçados com solados rígidos, palmilhas macias e largos em sua câmara anterior, no intuito de se evitar excesso de pressão na região do antepé e atrito nos dedos. No entanto, quando ocorre falha, pode estar indicada a correção cirúrgica da deformidade.

Em relação ao hálux, a artrodese metatarsofalangeana vem sendo considerada o padrão ouro, principalmente por fornecer uma coluna estável e com um posicionamento mais preciso em relação aos outros procedimentos. Entretanto, a técnica de ressecção artroplástica da cabeça do primeiro metatarsal possui a vantagem de ser mais rápida e não necessitar de material de síntese, sendo considera- da menos invasiva, além de apresentar um menor custo. Alguns estudos randomizados já demonstraram que não há diferença significativa entre estes procedimentos, e ambos podem ser empregados para o tratamento dos pacientes, através da correção das deformidades.

OBS: Texto originário do artigo Tratamento cirúrgico do antepé reumatoide: avaliação funcional e da qualidade de vida, publicado na Scientific Journal of the Foot & Ankle.

WhatsApp